Prefeitura do Recife e suas(nossas) despesas

Mas o que são essas despesas, Bormann?

Vocês conhecem o site http://dados.recife.pe.gov.br/ ? Basicamente, é um site onde a prefeitura do Recife fornece vários dados públicos. Eu decidi pegar os dados das despesas da prefeitura. E eu formulei várias perguntas(hipóteses) para iniciar a pesquisa e sim, algumas foram bem óbvias.

Questionamento #1: Ao final do ano, devem existir mais contas à serem pagas?

Dezembro é o 2º colocado na lista de meses com mais contas de 2014, porém do top 6 de quantidades de despesa por mês, todos os outros 5 são do primeiro semestre.

Segue os resultados:

Quantidade_de_contas

ou para visualizar melhor:

quantidade_de_contas_por_mes_grafico

Exceto janeiro.  Porque?

Seguem as minhas hipóteses:

  • De fato não há contas no mês de janeiro e basicamente o trabalho é realizado somente nas pendências do mês de Dezembro.
  • A força de trabalho da secretaria de contas está bem reduzida pois boa parte do quadro de funcionários está de férias, logo menos trabalhos = menos resultados.
  • Nenhuma das anteriores.

Talvez eu consiga achar algum representante da prefeitura para enteder os do’s and don’ts dentro da prefeitura.

Questionamento #2:  Que secretaria paga mais?

Meu chute inicial seria alguma secretaria de saúde ou serviço social, e pelos dados:

Quantidade_de_contas_por_secretaria

Eu acertei!. Apesar que eu não sabia que a secretaria da prefeitura se chamava “Fundo Municipal de Saúde”…mas legal saber que boa parte das contas também vai para a secretaria de educação mas será que eles recebem o maior repasse em valores absolutos? E porque a secretaria de infraestrutura, coitada das nossas avenidas, tem poucas contas? Quem serão os mais contratados?.

Questionamento #3: Quem gasta mais?

Antes de saber quem gasta mais…. só para saber o quanto nossa prefeitura gastou em 2014:

R$953,674,879.87 ( 953 Milhões 674 mil ) Reais.

O que você acha desse valor?

Questionamento #4: Será que a prefeitura realmente possui muito dinheiro para investir?

Basicamente é como se para cada cidadão, que pelas estimativas do IBGE  são 1,617,183, fossem arrecadados (ou investidos) 589R$ por contribuinte, apesar que sabemos da quantidade de inadiplentes é bem alta(um dado que eu ainda preciso buscar), será que distribuir os recursos dessa forma é viável?

O que você acha que é possível fazer de relevante caso você tivesse 589R$ para contribuir em despesas públicas? Ou será que estou sendo injusto em perguntar isto pois o rendimento mediano (possivelmente, o mais próximo da realidade) é de apenas 500R$ por domílicio? Ou melhor ainda: este valor é algo realmente preocupante já que o rendimento médio por domílicio é de R$3.755?

Fonte: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=261160&idtema=16&search=pernambuco|recife|sintese-das-informacoes

Então pessoal, este é o estudo que tenho feito esses dias e espero que tenham inspirado vocês a olharem mais para sua prefeitura ao invés de ficar tentando resolver o macro (nosso país), procurem resolver as pequenas coisas.

Abraços,

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s